ABDOMINAL: VOCÊ ESTÁ FAZENDO ISSO ERRADO!
07/04

RSB_HOME

Selo No Pain No Gain TRainer-01Na coluna No Pain, No Gain desta semana, o professor Marcos Pudo fala sobre os exercícios abdominais. Você sabe para que servem? E como executá-los com eficiência? Então, veja as orientações na coluna.

A grande maioria das pessoas acredita e faz exercícios abdominais na esperança de emagrecer e definir essa região do corpo, tão valorizada esteticamente. Entretanto, não se consegue as duas coisas apenas com este tipo de exercício.

Essa região é composta pelos músculos: reto do abdome, oblíquo externo, oblíquo interno e transverso do abdome, que tem como função sustentar as vísceras na região abdominal, ajudar na postura e, como ações principais, flexionar o tronco (reto do abdome), inclinar lateralmente e rodar o tronco (oblíquos) e encolher a barriga (transverso).

Quando fazemos os exercícios nessa região estimulamos a musculatura, que responderá aumentando seu volume (hipertrofia). Porém, os exercícios localizados não utilizam gordura e sim a glicose e o glicogênio muscular como substrato energético. E, embora qualquer movimento ou exercício aumente seu gasto calórico - inclusive os abdominais -, isso não quer dizer que vai emagrecer e perder medidas.

Os exercícios abdominais devem compor seu programa de exercícios, seja musculação, caminhada ou corrida, natação e etc. Como são músculos antigravitacionais, que evitam a sobrecarga sobre sua coluna vertebral, devem ser exercitados três vezes por semana, intercalados por dias de descanso.

Vale lembrar que emagrecimento e definição são sinônimos de um corpo com baixo percentual de gordura. Para que isso ocorra, existe a necessidade de se fazer um balanço calórico negativo, ou seja, gastar mais calorias durante um período de tempo do que você consome, o que significa se exercitar e comer de forma balanceada. Somente aí você terá uma musculatura mais forte e hipertrofiada e uma menor quantidade de gordura.

Realidade
Muitas pessoas fazem exercícios abdominais sozinhos ou com a utilização de equipamentos comprados pela internet, que prometem diminuir a cintura e emagrecer. Importante lembrar que, com este equipamento, você recebe “gratuitamente” uma dieta de aproximadamente 600 quilocalorias.

Com esta dieta hipocalórica de miseráveis 600 kilocalorias, na verdade, não é preciso utilizar o aparelho para emagrecer. Possivelmente nem tenha energia para usá-lo. Então, pare de acreditar no mágico e invista seu dinheiro em uma academia com profissionais qualificados a orientá-lo corretamente na melhor técnica de execução dos exercícios abdominais. Economize dinheiro e tenha resultados.

Moral da história: Tira o corpo dos aparelhos mentirosos e vá para academia treinar.


Deixe seu comentário

1000 RSC_CHARS_LEFT

Antispam RSC_REFRESH_CAPTCHA RSC_CAPTCHA_CASE_INSENSITIVE

Facebook
Instagram