CONHEÇA O MÉTODO ONDULATÓRIO DA MUSCULAÇÃO
16/05

RSB_HOME

Nas últimas duas semanas, a coluna No Pain No Gain mostrou como é possível planejar seu Projeto Verão e conquistar ótimos resultados por meio de uma metodologia de treinamento baseado em ciclos, ou períodos. De fato, várias vezes já falamos no blog da Trainer sobre a importância da periodização para o sucesso do seu treino e dos seus objetivos.

Periodizar nada mais é do que definir períodos para pequenos objetivos dentro do objetivo maior. Nesta semana, vamos falar de um método de periodização da musculação chamado de ondulatória, que propõe uma mudança frequente, não linear e eficiente nos treinos com foco na hipertrofia.

Esse sistema de treinamento recebeu este nome em função de sua consistência, em formato de onda, ou seja, alternando intensidades altas e baixas de pesos. Neste sistema, é possível estabelecer repetições variadas, por exemplo 12-6-10-5-8-4 ou algumas variações 10-5-10-5, intercalando as séries de cargas altas e poucas repetições com cargas baixas e muitas repetições.

O método ondulatório faz com que o corpo tenha de se adaptar a cada nova sessão de treino e, desta forma, quebre a homeostase, evitando a estagnação do aumento da força e da massa muscular.

Esse tipo de treino recruta as fibras responsáveis pela força, potência e hipertrofia, ao mesmo tempo que as de resistência aeróbica. Por isso, outra vantagem do método ondulatório é que as variações de repetição e de carga solicitam as fibras musculares tanto para a hipertrofia tensional, quanto para a metabólica.

Na hipertrofia tensional ou microfibrilar, ocorre um aumento da quantidade de proteína na fibra muscular, com trabalhos com carga alta e baixas repetições. Os resultados deste tipo de hipertrofia demoram mais tempo para aparecer, mas são mais duradouros. Já na hipertrofia metabólica ou sarcoplasmática, ocorre um aumento de metabólicos no sarcoplasma da célula por meio de trabalhos com altas repetições e curtos intervalos de recuperação. Ou seja, por meio do método ondulatório, é possível se beneficiar dos dois tipos de hipertrofia.

Mas vale destacar que este tipo de treino não é indicado para quem está iniciando os treinos na musculação. Para estes, o ideal é começar com a periodização linear, ou seja, aumentando continuamente o nível de exigência sobre o músculo a medida que ele se torna capaz de produzir mais força ou tenha mais resistência, seja por meio do aumento do volume ou da intensidade.


Deixe seu comentário

1000 RSC_CHARS_LEFT

Antispam RSC_REFRESH_CAPTCHA RSC_CAPTCHA_CASE_INSENSITIVE

Facebook
Instagram